Relatório Curva Futura - Novembro 2020

RelatórioCurva Futura

Novembro 2020

Relatório Curva Futura


A Curva Futura busca representar a expectativa de preços em uma determinada data de cotação para um dado fornecimento futuro de energia. Cada curva representa um produto específico, podendo variar em tipo de fonte de energia, período de maturidade e submercado de entrega. Em nosso caso, consideramos o submercado SE/CO pela maior liquidez. A fonte e o período são descritos nos gráficos abaixo.

Energia Convencional

As tabelas abaixo mostram os preços consolidados de outubro dos produtos anuais de 2020, 2021, 2022, 2023 e 2024 para a Energia Convencional e Incentivada de 50%, respectivamente. São analisadas a variação anual e mensal destes produtos. Além deles, foram incluídos os produtos de curto prazo da Energia Convencional, os quais mostram a cotação do produto no último dia de outubro.

Curto Prazo

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
Out/20 407 89,96% -
Jan-Mar/20 229 49,67% -
Jun-Dez/21 196 17,37% -

Longo Prazo

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
2021 178 24% -6%
2022 162 6% -6%
2023 155 5% -5%
2024 149 3% -5%
2025 143 0% -

ENERGIA INCENTIVADA 50%

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
2021 232 21% 0%
2022 210 7% 0%
2023 198 6% 4%
2024 180 1% -3%
2025 172 -1% -

1 - Valores cotados em outubro de 2020. 2 - Em relação a setembro de 2020. 3 - Em relação a novembro de 2019.

1

Nas últimas semanas, os produtos de curto prazo apresentaram uma alta variação nos preços, seguindo a tendência de elevação observada no final de setembro/20. Essa variação é resultado das condições hidrológicas desfavoráveis nas principais bacias do setor elétrico e pelo aumento da demanda provocada pelas altas temperaturas em outubro/20. Vale lembrar que a situação há alguns meses era favorável, sobre a ótica hidrológica, contudo, com a baixa qualidade das chuvas e as altas temperaturas os reservatórios foram consumidos e, assim, os preços de curto prazo foram pressionados, bem como, os de longo prazo.

2

Para os produtos de longo prazo, vale destacar os produtos para 2021, que por se aproximar de sua realização, exibiu um incremento expressivo comparado ao último mês, chegando a uma variação maior que 20%.

3

No âmbito regulatório, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou a segunda revisão da sua agenda anual, para que os temas sobre o Risco Hidrológico e os tratados pela MP 998 possam ser regulados ainda este ano. Embora exista a possibilidade de caducidade da MP 998, dado o prazo de até 120 dias após sua publicação, o setor acredita em sua aprovação.

4

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), iniciou os cálculos preliminares para a extensão de outorga, como alternativa para o problema de judicialização do Setor Elétrico. Os valores já foram disponibilizados para a ANEEL e anexados a Consulta Publica que trata sobre o Risco Hidrológico.

Nos gráficos abaixo são mostradas as Curvas Futuras de Energia Convencional e Energia Incentivada com 50%. Para os dados mensais foram utilizadas as médias dos dados coletados, o que não capta as oscilações diárias.

Energia Convencional

Energia Incentivada 50%