Relatório Curva Futura - Abril 2022

RelatórioCurva Futura

Abril 2022

Relatório Curva Futura

A Curva Futura busca representar a expectativa de preços em uma determinada data de cotação para um dado fornecimento futuro de energia. Cada curva representa um produto específico, podendo variar em tipo de fonte de energia, período de maturidade e submercado de entrega. Em nosso caso, consideramos o submercado SE/CO pela maior liquidez. A fonte e o período são descritos nos gráficos abaixo.

ENERGIA CONVENCIONAL

As tabelas abaixo mostram os preços consolidados de março dos produtos anuais de 2022, 2023, 2024, 2025 e 2026 para a Energia Convencional e Incentivada de 50%, respectivamente. São analisadas a variação anual e mensal destes produtos, com base nos preços negociados no último dia do mês. Além deles, foram incluídos os produtos de curto prazo da Energia Convencional, os quais mostram a cotação do produto no último dia de março, juntamente com suas variações mensais.

Curto Prazo

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
Abr/22 59 -18% -
Jul-Set/22 133 -23% -
Jul-Dez/22 146 -20% -

Longo Prazo

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
2023 210 -2% 6%
2024 188 2% 18%
2025 170 1% 10%
2026 162 1% 5%

ENERGIA INCENTIVADA 50%

Produto Preço Médio [R$/MWh]¹ Variação Mensal² Variação Anual³
2023 256 -2% 13%
2024 228 2% 15%
2025 205 1% 8%
2026 195 0% 3%

1 Valores cotados em março de 2022.
2 Em relação a fevereiro de 2022.
3 Em relação a abril de 2021.

1

Os bons volumes de precipitações sobre os principais reservatórios do país ao longo dos últimos meses contribuíram para que os preços de curto prazo se estabilizassem em patamares próximos ao piso regulatório. Além disso, com os recentes eventos de chuvas sobre o submercado Sul, região que até então era caracterizada por baixos volumes de precipitações neste período úmido, observou-se uma tendência de queda para os preços de curto e médio prazo. Essas características, somada ainda ao resultado da revisão de carga, com uma diminuição da expectativa de consumo para os próximos anos, contribuíram para que os preços se estabilizassem em patamares ainda mais baixos.

2

Já no cenário de longo prazo, com exceção do produto com realização em 2023, houve um leve aumento dos preços no último mês. Nesse tema, é importante destacar duas variáveis relevantes para a dinâmica destes produtos. A primeira delas está atrelada a consulta pública para aprimoramento dos modelos de operação do sistema, que poderá contribuir para um aumento estrutural dos preços. Esse evento, fez com que grandes players, não tomassem posições relevantes nestes produtos, o que diminuiu a liquidez das ofertas no mercado. Esse cenário, ainda que tenha melhorado nas últimas semanas, deverá retomar a normalidade apenas na próxima semana, com a apresentação dos resultados pela CPAMP.

3

Já o segundo tema, está atrelado a revisão das garantias físicas das usinas hidrelétricas. Essa variável é responsável por mensurar a capacidade comercial de empreendimentos de geração, e dependendo do resultado da revisão, poderá contribuir para que os produtos de longo prazo apresentem uma tendência de alta, caso os resultados exibam uma revisão significativa. Desta forma, é de fundamental importância acompanhar os desdobramentos das duas consultas públicas, uma vez que os resultados deverão influenciar diretamente na liquidez e os preços destes produtos.

Nos gráficos abaixo são mostradas as Curvas Futuras de Energia Convencional e Energia Incentivada com 50%. Para os dados mensais foram utilizadas as médias dos dados coletados, o que não capta as oscilações diárias.

Energia Convencional

Energia Incentivada 50%