Boletim Mensal - Julho 2020

BoletimMensal

Julho 2020

Boletim Mensal

Reservatórios

O mês de junho/20 terminou seco para praticamente todas as regiões do país, com exceção da Região Sul, que apresentou precipitações e, assim, a condição dos reservatórios melhorou nas últimas semanas do mês. Os demais submercados começaram o processo de drenagem e os níveis de seus reservatórios começaram a reduzir, contudo, com taxas controladas.
No mês de julho/20 as chuvas se concentraram no Região Sul, proporcionando a recuperação dos reservatórios da região. Desde o começo do ano, a situação na Região Sul era crítica, com alta drenagem e poucas precipitações. Contudo, no mês de julho/20, os reservatórios deste submercado apresentaram uma variação de, aproximadamente, 23 pontos percentuais, partindo de 39% no primeiro dia do mês para 63% no dia 20.
Vale destacar, a partir de Gráfico 1, que os reservatórios estão com condições favoráveis e seu deplecionamento está menor do que o esperado. Parte dessa manutenção é dada pela redução da carga provocada pela pandemia do COVID-19, que reduziu a demanda nos últimos meses.

1

Trajetória Prevista de Armazenamento julho/2020 a dezembro/2020 – Limite Inferior e Superior

Gráfico 1

2

Nível dos reservatórios por subsistema no dia 19/07/2020 e 19/07/2019

Gráfico 2

Carga

No Gráfico 3 é possível observar a projeção de carga para o ano de 2020, comparando-a aos últimos dois anos e com o que de fato foi realizado.
O consumo de energia permanece em patamares reduzidos ao apresentado antes da pandemia, como pode ser observado no Gráfico 3. Contudo, podemos verificar que a projeção do operador para o mês de julho/20 se assemelha ao realizado nos anos de 2018 e 2019, reforçando a expectativa do operador para a retomada da economia em conjunto com as flexibilizações nas restrições sociais.
No dia 26 de maio a Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a Revisão Extraordinária de Carga para o ciclo 2020-2024, com o intuito de adequar as projeções de carga com o efeito da pandemia. Os valores aprovados podem ser observados nos Gráficos 3 e 4.

3

Evolução do consumo de energia elétrica do SIN previsto para 2020.

Gráfico 3 | *Expectativa do Operador Nacional do Sistema.

4

Projeção de carga para o ciclo 2020-2024.

Gráfico 4

Meteorologia

Junho/20 e julho/20 mantiveram padrão predominantemente seco, com exceção do Sul que apresentou bons eventos de chuva. O padrão seco nas demais regiões é característica normal para esta época do ano.
O submercado Nordeste seguirá com padrão seco, assim como o submercado Norte, que está com o período seco consolidado e as chuvas só devem voltar na primavera.
O submercado Sudeste/Centro-Oeste continuará seco até o final do mês, devido a um bloqueio instaurado no Pacífico Sul que impede a chegada de frentes frias na região. A expectativa é que agosto apresente chuvas abaixo da média e o retorno das precipitações aconteça em setembro, período de transição da primavera.
Por fim, o submercado Sul, que teve melhora em sua situação hidrológica, continuará com precipitações até o fim do mês. Para agosto e setembro a expectativa é semelhante à do submercado Sudeste/Centro-Oeste, com chuvas abaixo da média para agosto e melhora na condição em setembro.

Preço

O valor do PLD médio mensal de junho/20 foi 68,83 R$/MWh para os submercado Nordeste, 69,41 R$/MWh para o submercado Norte e 114,79 R$/MWh para os submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul.

Os preços de julho/20 apresentaram leve redução semanal ao longo do mês, quando comparado a junho/20, com a expectativa que a média mensal seja valorada próxima a 89,50 R$/MWh para os submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul. Para os submercados Norte e Nordeste a expectativa é que o preço médio não seja muito diferente dos outros submercados, com variação próxima a 5,00 R$/MWh.

A expectativa é que os preços até o final do ano se mantenham em patamares reduzidos, fato que reflete a situação positiva dos reservatórios e a redução de carga.

5

Evolução PLD semanal e previsão de fechamento para julho/2020

Gráfico 5 | Fonte: Elaboração Exata Energia

6

Histórico PLD 2017, PLD 2018, PLD 2019 e trajetória de preços de 2020

Gráfico 6 | Fonte: Elaboração Exata Energia

Notícias

Preços no submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul, recuam 18% na primeira semana de julho

Reflexo ainda da alta redução de carga no sistema, os preços chegaram à marca de R$ 96,57/MWh para os submercados mencionados. Em contrapartida, os preços no Norte e Nordeste tiveram um leve incremento nesta primeira semana, chegando em R$ 94,82/MWh no Norte e R$ 90,69/MWh no Nordeste.

Cogeração de energia no país já chega à marca de 18,8 GW

Com 634 usinas no país, movidas principalmente pelo bagaço da cana de açúcar, esse tipo de geração já representa 10% da matriz energética nacional. Só neste último mês de junho, com o aumento da capacidade de usinas existentes e com novos empreendimentos, 75 MW foram adicionados ao sistema elétrico.

Solução para o GSF continua no radar mesmo durante a pandemia

Embora o MME tenha mantido esforços no desenvolvimento da Conta Covid, e colocado em segundo plano outros temas, uma possível solução para o GSF no curto prazo continua em discussão no governo. Segundo o secretário de energia do ministério, uma solução via poder legislativo pode ser o melhor caminho.

Segundo a EPE, modernização do setor é a melhor resposta para problemas no setor

Em evento, Erik Rego (diretor da EPE), defendeu que a modernização do setor elétrico pode ser considerada como a melhor resposta para problemas causados pela pandemia do Covid-19. Ainda, de acordo com o diretor, a pandemia trará uma alta sobra de energia, com um valor próximo de 12 GW médio para 2020.

Perspectivas de médio prazo

Região Sul

Chuvas realizadas em junho/20 e julho/20, junto com a expectativa da continuidade de bons eventos na região devem melhorar a recuperação dos níveis dos reservatórios, que já apresentaram excelente recuperação no começo deste mês.

Período Seco

Ainda sem indicação de cenários de La Niña ou El Niño, mantendo a padrão de neutralidade. Para o período úmido de 2021, há indícios de que haja possibilidade de La Niña, fato que será monitorado nos próximos meses, mas, por enquanto, espera-se que seja mantida a neutralidade.

Carga

A expectativa é que a carga continue a trajetória de elevação, apresentada em junho/20, nos próximos meses, devido às flexibilizações nas medidas de isolamento social.