Boletim Mensal - Agosto 2020

BoletimMensal

Agosto 2020

Boletim Mensal

Reservatórios

O mês de julho/20, assim com junho/20, terminou seco para praticamente todas as regiões do país, com exceção da Região Sul, que apresentou precipitações acima da média. Os demais submercados mantiveram o processo de drenagem e os níveis de seus reservatórios continuaram a reduzir, seguindo a tendência esperada para o período do ano.
A primeira quinzena do mês de agosto/20 foi totalmente seca em todo o país e, com isso, os níveis de armazenamento mantiveram a tendência de redução. A partir da segunda quinzena frentes frias atingiram o Sul do país e parte de São Paulo, contribuindo para diminuir as taxas de deplecionamento.
Vale destacar, a partir do Gráfico 1, que os reservatórios estão com condições favoráveis e seu deplecionamento está menor do que o esperado. Contudo, é necessário monitoramento, pois até novembro/20 os reservatórios tendem a deplecionar e os níveis atingidos em novembro/20 serão fundamentais para balizar as expectativas para 2021

1

Trajetória Prevista de Armazenamento agosto/2020 a dezembro/2020 – Limite Inferior e Superior

Gráfico 1

2

Nível dos reservatórios por subsistema no dia 18/08/2020 e 18/08/2019

Gráfico 2

Carga

No Gráfico 3 é possível observar a projeção de carga para o ano de 2020, comparando-a aos últimos dois anos e com o que de fato foi realizado.
O consumo de energia permanece em patamares reduzidos ao apresentado antes da pandemia, como pode ser observado no Gráfico 3. A partir de agosto/20, como ocorrido em julho/20, é esperado que a carga comece a voltar aos patamares observados em 2018 e 2019, indicando a retomada da economia proporcionada pelas flexibilizações nas restrições sociais.
No dia 28 de julho a Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a 2ª Revisão Quadrimestral de Carga para o ciclo 2020-2024, com o intuito de adequar as projeções de carga ao efeito da pandemia. Os valores aprovados podem ser observados nos Gráficos 3 e 4. Resumidamente, o efeito foi nulo, pois a projeção apresentada foi a manutenção da Revisão Extraordinária de Carga, apresentada em 26 de maio.

3

Evolução do consumo de energia elétrica do SIN previsto para 2020

Gráfico 3 | *Expectativa do Operador Nacional do Sistema.

4

Projeção de carga para o ciclo 2020-2024

Gráfico 4

Meteorologia

O final de julho/20 e a primeira quinzena de agosto/20 apresentaram um padrão predominantemente seco, com exceção do Sul que apresentou alguns eventos de chuva. No último final de semana, uma frente fria avançou no território brasileiro e gerou precipitações significativas para a época especialmente na Região Sul e em São Paulo. Essa frente fria perderá força e a projeção é que apenas a Região Sul continue com chuvas, mas com volumes menores.
Os submercados Nordeste e Norte continuarão com padrão seco e as chuvas só devem voltar a partir de novembro/20, com o início da primavera.
O submercado Sudeste/Centro-Oeste ainda apresentará algumas precipitações moderadas até o fim de semana. A partir da próxima semana a frente fria enfraquece reduzindo as chuvas, com isso a expectativa é que setembro20 tenha volumes abaixo da média, bem como, outubro/20.
Por fim, o submercado Sul, mantém precipitações até o final de agosto/20 e, como dito anteriormente para o submercado Sudeste/Centro-Oeste, a frente fria enfraquece e, com isso, a intensidade das chuvas diminui. Setembro/20 e outubro/20 terão precipitações irregulares e abaixo da média histórica.

5

Preços

O valor do PLD médio mensal de julho/20 foi 85,56 R$/MWh para os submercado Nordeste, 88,82 R$/MWh para o submercado Norte e 89,04 R$/MWh para os submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul.
Os preços de agosto/20 apresentaram redução semanal na terceira semana, com expectativa de redução até o final do mês. A média mensal esperada é, aproximadamente, 85 R$/MWh para os submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul e Norte. Para os submercado Nordeste a expectativa é que o preço médio seja valorado próximo a 70 R$/MWh.
A expectativa ainda é que os preços até o final do ano se mantenham em patamares reduzidos. Uma mudança de cenário estaria associada a um início de período úmido muito desfavorável ou uma retoma do consumo acima do esperado.

6

Evolução PLD semanal e previsão de fechamento para agosto/2020

Gráfico 5 | Fonte: Elaboração Exata Energia

7

Histórico PLD 2017, PLD 2018, PLD 2019 e trajetória de preços de 2020

Gráfico 6 | Fonte: Elaboração Exata Energia

Notícias

PLD médio no Nordeste recua 10%

Enquanto os submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul e Norte tiveram uma ligeira diminuição de preços, saindo de R$ 93,25/MWh e indo para R$ 92,98 /MWh, o submercados Nordeste apresentou uma queda de 10%, passando de R$ 80,93/MWh para R$ 73,03/MWh. O principal fator responsável pelo acontecimento foi a verificação de maiores níveis de armazenamento nessa região em relação a expectativa anterior.

Consumo do ACL em julho reforça retomada da economia

Enquanto o ambiente regulado apresentou uma retração de 5,8% nos primeiros dez dias de julho, o ambiente livre expôs uma taxa negativa de 0,5%, se aproximando dos níveis de consumo de 2019 e mostrando um sinal de retomada da economia brasileira. Além disso, outra notícia que ganhou destaque, foi o número de novos
consumidores no ACL, sendo a maior média desde 2016.

Distribuidoras já recebem a primeira parcela da Conta-Covid

A Conta-Covid, mecanismo criado para mitigar o desequilíbrio causado pela pandemia, teve sua primeira parcela liberada na última semana.
Segundo a CCEE, órgão responsável por operacionalizar o repasse, serão distribuídas 7 parcelas até o final de 2020, devendo ser pago aos credores pelos consumidores até 2025.

Nova revisão de carga projeta retratação de 3% em 2020

A segunda Revisão Quadrimestral de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética (2020-2024), foi divulgado na última terça-feira (28/08). Segundo o documento, a previsão para o ano de 2020 é que haja uma queda de 3% na carga de energia, considerando uma queda no PIB de 5%.

Perspectivas de Médio Prazo

Região Sul

Chuvas realizadas em junho/20 e julho/20, garantiram a recuperação dos níveis dos reservatórios retirando o Sul da condição mais crítica. Ainda são esperados alguns eventos durante o período seco, mas não deverão ser impactantes como os ocorridos até agora. Vale lembrar que durante o período seco as demais regiões são, em grande parte, secas.

Período Úmido

Ainda sem indicação de cenários de La Niña ou El Niño, mantendo a padrão de neutralidade para o início de 2021.

Carga

A expectativa é que a carga continue a trajetória de elevação apresentada nos últimos dois meses, efeito decorrido das flexibilizações adotadas nas medidas de isolamento social. Mesmo com essa elevação, a carga ainda não pressiona os preços de forma significativa.