Notícias

LEILÕES DE ENERGIA

MINISTÉRIO DECIDE POR MANTER OS LEILÕES DO PRIMEIRO SEMESTRE

Ministério decide por manter os leilões do primeiro semestre

O Ministério de Minas e Energia divulgou declaração sobre atitudes que vêm sendo tomadas e ações em planejamento para lidar com a disseminação do Covid-19. Até esse momento, a decisão é que os três leilões presentes no planejamento dos primeiros seis meses do ano de 2020 sejam mantidos. 

A intenção é conter o espalhamento de um novo tipo do vírus. Por isso, o Ministério divulgou para a Agência CanalEnergia, que vem acompanhando todo o processo para entender os efeitos no mercado de energia.

Marcados para acontecer no dia 30 de abril, os dois primeiros leilões (A-4 e A-5) de energia existentes visam à substituição de contratos de usinas a gás, a óleo diesel, a óleo combustível e a carvão. Energia de carvão mineral nacional, gás natural e de termelétricas estão no alvo para a contratação.

Iniciativas que geram fontes eólica, solar, biomassa, térmica e hidrelétrica estão preparadas para serem contratadas no terceiro leilão (A-4) de energia nova, previsto para o dia 28 de maio de 2020.

Futuro

O edital de transmissão deve ser anunciado em junho, com intenções que permeiam empreendimento nos estados do Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo, em seis lotes de instalações. As aplicações previstas chegam a R$ 2 bi para realizar 3.450 MVA em expansão da capacidade de transformação em 685 km de linhas. Além disso, dia 24 de setembro, há outra previsão do evento (A-6), que visa à contratação.

Voltar às Notícias